Um Vazio Platônico…

Ele estava sentado em uma cadeira de balanço em uma pequena varanda, com uma cerca de bambu e muitas plantas; e ao seu lado, outra cadeira balançava… vazia…

Aquela chuva forte que havia paralisado a arte momentaneamente, estava ficando cada vez mais fraca, começava a cantarolar pingos em ritmos mais lentos e chocavam contra a grama que absorvia as loucuras dos pensamentos daquele nosso amigo… pensava e pensava…

ele tentava até fugir de seus pensamentos, contudo o coração o chamava atenção: “ei, estou aqui, gosto muito dela… e ela… bom, ela faz graça com a gente…”

era assim que ele se sentia, sabia que jamais iria ficar com ela, e mesmo assim, qualquer movimento sutil que ela fazia, mexia demais com sua mente, com seu coração, com seu ser inteiro… e ela havia apenas “cutucado” de forma escusa, em sua rede social, deixando ele grilado, afinal passara mais de um ano desde a última vez que se falaram… e mal se falavam anteriormente…

então ele teve coragem de procurá-la, iria fazer sua arte concretizar a comunicação, afinal, ela também era artista… uma rápida conversa, amistosa até, mas ele percebeu, aquilo tudo aguçava sua imaginação, ela iria brincar com seus sentimentos para sempre, e ela sabia que ele gostava de si, então ela podia aparecer e sumir, deixando ele mais e mais confuso, acreditando em um amor impossível…

Em Toda Beleza…

Em um outro tempo e momento, sentido e razão de um entendimento de existência, primeiro houve o som, e era um diálogo mais ou menos assim…

cara! tudo bem que você criou essa coisa toda que está por aí tomando conta de nossas visões, e a galera tá de boa com isso… e beleza, você é uma puta artista, sabemos disso, fodona mesmo, e sabíamos que iria criar algo incrível! tudo bem que o nome é estranho, “Universos” né… por que precisava criar mais de um, que se interagissem entre si, enfim…

De qualquer forma amiga, as cores estão incríveis também, esses sons todos que podemos ouvir brilhantemente… e os pulsares de energia, uau que coisa magnífica de se ver acontecendo hein… você estava muito inspirada mesmo!

Mas miga, posso te falar uma coisa numa boa… assim, não quero te chatear não, e a criação é sua, tá lindona e tudo mais, eu tô gostando bastante, juro! mas…

precisava criar aquelas criaturinhas que ficam para lá e para cá fedendo aquele pobre planetinha azulado?

%d blogueiros gostam disto: