Sentiu Além do Espaço e Tempo…

Leia e Sinta! ❤️

A Flor e seus Fantasmas!

Leia e Sinta! ❤️

“Livre para Viajar…”

“Está dentro da cabeça, debaixo de um chapéu, qualquer um, a viagem está livre ali…”

Leia e Sinta! ❤️
Leia e Sinta! ❤️

Todos os Encontros São Lendas…

Leia e Sinta! ❤️

Motores…

Leia e Sinta! ❤️

Sonhos para Tatuar…

Delírio da pele, gostar se sentir dor, saber que o machucado era uma sombra de uma flor… água, um movimento constante de vida, fluida e diluída, em gotas, em células e partículas… vapores que passam tão rápido que perdemos em um piscar, e quando os olhos se abrem, se pergunta, o que estou sonhando?!… explosão… mar…

Leia e Sinta! ❤️

Inspiração e Rabisqueiras!

Está no papel, em um caderno estiloso desses com as páginas amarelas e uma fita de cetim para marcar… cada vez que passa um traço, cada vez que solta a mão, o que importa, desenha, rabisca, seu estilo, feito com coração… “não é um artista de alma?!” Seria essa a questão; e quando se faz o que gosta, solta tudo o que sente, libera os músculos e o sorriso, olhos cintilam e os movimentos, dançam com o lápis na mão…

Leia e Sinta! ❤️
Leia e Sinta! ❤️
Leis e Sinta! ❤️
Leia e Sinta! ❤️

“Corte na Água…”

Leia e Sinta! ❤️
Leia e Sinta! ❤️

“Você percebe o corte na água?! A parte mais escura é onde estão os peixes… a mais clara, quando no verão a água está tão azul quanto o céu… é de onde vem os predadores…”

Terminando Relações…

dizem as lendas que o melhor da vida é ir realizando os sonhos, fazendo com paciência e ritmo constante aquilo que se permitiu fazer, o que pensou e planejou antes, com muito carinho, e ir marcando os tópicos do caminho… no entanto, naquele dia, independente de qualquer acontecimento, um dia, olhando para o céu que estava tremendamente iluminado, ele soube…

já que a morte chega para todos e qualquer um, independente de valores e riquezas, saber o dia de sua morte seria algo preparatório, algo que poderia fazer você querer viver a mil por hora, sabendo que em tal instante tudo acabaria, e você sumiria… ele olhava para o brilho eterno do céu, aquela estrela apontou diferente há alguns dias e a cada dia crescia mais e mais…

lembrou-se de um programa de TV que viu uma vez em que relatava o apocalipse dos dinossauros, a espécie animal que dominou o planeta Terra pelo maior período de tempo em termos de existência, e que em alguns segundos, tornou-se quase que completamente extinta pelo caos em que o planeta havia se transformado com o impacto daquele meteoro gigantesco…

era uma luminescência no céu, que tomou conta de tudo e trouxe junto um calor abrasivo, que fez com que muitas espécies queimassem de dentro para fora, com que a água vaporizasse e sumisse, e as florestas se incendiassem sem necessidade de uma brasa inicial… ela se levantou da cama, usava apenas uma calcinha cavada e estava languida como um gatinho… sorriu para ele, passando a mão de leve por suas costas desnudas e encostou-se no parapeito da janela onde ele se encontrava fumando um cigarro…

ele apontou o cigarro para o céu e ela o tomou da mão dele, dando uma tragada com a alma… “é bom né…”, ela sorriu… ele sorriu de volta, passou a mão nos cabelos dela e disse lentamente… “você está pronta para morrer? por que aquilo ali caindo do céu vai acabar com tudo!”… ela deu uma gargalhada alta, e apertou os olhos para ele… “eu te disse que você não deveria querer namorar comigo”…

%d blogueiros gostam disto: