Mancha no Raio X…

_ Será que algum dia você conseguirá esquecê-la?… ela perguntou enquanto fazia cafuné nele, que se encontrava deitado em seu colo; ela e ele estavam nus em um sofá coberto por uma manta de tricô colorida.

_ Gostaria de não sentir mais nenhuma dor… ele respondeu… _ Uma vez fui em uma médica, clinica geral era sua especialidade. Havia se passado pouco mais de um ano que eu quebrara a costela. Ou as… Dá para entender, eu sempre fui cuidadoso com o meu corpo, sempre evitei a dor, por que na verdade, é a coisa que mais odeio da criação de toda a vida; odeio a dor. E irei senti-la para sempre, como se fosse um aviso, uma maldição; como se fosse algo para eu saber, e sei lá… ele ajeitou o corpo ficando de lado, do lado onde não doía… _ Essa médica me disse que para minimizar, eu teria que estar magro, assim, meus músculos gordos não puxariam a costela… ele fez um carinho no queixo dela com a mão direita…

_ Você… ela parou de falar e pensou um pouco antes de continuar a pergunta… _ Ainda gosta dela?… ela devolveu o carinho fazendo um remelexo na barba dele…

_ Eu não sei quantas costelas eu quebrei, na verdade, no raio x não deu para ver, os ossos se calcificam rápido. Nosso corpo, é uma máquina forte de recuperação, não quer morrer. As células, o sangue que corre, tudo, afinal… ele levantou o corpo e sentou-se bem próximo à ela… _ Uma vez li, ou ouvi, sei lá, não tenho me lembrado bem das coisas, minha mente me confunde muito; de qualquer forma, nosso corpo é perfeito demais, e ele vai se recuperar para então… _ ele deu um suspiro profundo e terminou a frase colocando as duas mãos no rosto dela… _ … Morte!”… ficaram se olhando de um jeito que parecia o infinito… _ O corpo morre quando todas as células e suas funções estiverem trabalhando no máximo, no ápice da perfeição dessa máquina de carne, ossos e tudo mais, daí nesse momento, a morte ocorre por que tudo cumpriu sua função… ele concluiu…

_ Ela é a pessoa que você mais amou? Mais… ela parou a pergunta no caminho…

_ Não!… ele respondeu apressadamente e pausou… _ Não, sei!… aquele momento de silêncio que dura um segundo e parece uma eternidade de constrangimento…

_ Desculpa, eu não devia… ela estava no meio da frase…

_Não! Não me peça desculpas! Nunca… ele colocou um dedo sobre os lábios dela… ela deu um leve beijo nele…

_ Ela foi a pessoa pela qual minha entrega foi tão absoluta; tão absurda; tão intensa e tão… ele olhava para ela nos olhos e estava sendo sincero consigo mesmo… _ intima. Foi a pessoa a quem eu entreguei a minha intimidade. Não havia vergonha. Medo. Covardia. Nada disso. Eu estava inteiro para ela, me entreguei para valer. Acreditei muito no meu amor. Mas sabe… ele parou por um segundo sem desviar o olhar dela… e ela o acompanhava…

_ Acho que ela não quis; não me queria de verdade. Éramos amigos, tínhamos muitas coisas em comum, muitos gostos em comum. Mas era nítido que ela brigava consigo mesma para não me amar… de novo o conto desviou para outro tipo de enredo, as lembranças talvez fossem mais doloridas, porém mais suportáveis do que as memórias gravadas em suas costelas… _ Eu creio que eu não soube administrar meus sentimentos por ela, confundindo-se com o amor de ontem, hoje nós não temos nem mesmo uma amizade… _ Eu não quero colocar nenhum peso sobre o que eu e você estamos tendo, nenhuma obrigação ou preocupação… ele parou relutante…

_ Me faça esse pedido!… ela respondeu abraçando-o tão forte que pôde sentir seus seios e mamilos fundindo-se com o peito e os mamilos dele… _ Me pergunta, pois você já sabe a resposta; eu te quero!

_ Me ajuda a esquecer?!… lágrimas rolavam de seus olhos enquanto ela o beijava carinhosamente por todo o rosto…

mais um FIM?!

Autor: pericles

Uma pessoa apaixonada por artes em todos seus âmbitos, um artista, um professor, um escritor entusiasta desenhando com letras! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: