“Fú… Ria… Futuro…”

outro dia ele ouviu um sujeito dizer que se um escritor não sabia o que escrever quando a página estava em branco, que era para ele, o escritor, não forçar a escrita… a coisa toda deveria vir de um jeito natural, parecido com as inspirações dos artistas, afinal, existem semelhanças demais nas artes de uma forma geral… alguns sequer produzem quando não se sentem inspirados e podem passar por dias, e às vezes até semanas sem produzir uma palavra sequer… um rabisco sequer… um desenho sequer… qual é o motor, senão o amor por aquilo que faz você simplesmente sair da cama e fazer?! se o dele não é a escrita, não é a arte… o que seria, senão a confusão enlouquecida dos relacionamentos imaginários forjados por sentimentos vazios e insonsos como as paredes brancas de um prédio qualquer, comum, sem a menor das personalidades…

todas elas (as artes) estariam juntas em um só lugar, um só corpo… só que ao invés de movidas por desgostos e amarguras, seriam movidas pela fúria da coragem… sim, fúria por que quando se tem uma memória que não se quer ter, quando não quer lembrar como era a situação ou os envolvimentos que fizeram aquilo tudo lhe ser dolorido, era a fúria que traria coragem de passar por cima de si mesmo, de fazer aquela frase valer a pena e “dar a cara a tapa”, para que a circunstância vivida fosse alterada de vez… “olhe para si dentro do espelho e se reconheça!”…

é como aquela música do Inflames “Dont tell me, Tell my ghost, Cause I blame him, For all I dont want to know” (Não me diga, Diga ao meu fantasma, Pois eu culpo ele, Por tudo que eu não quero saber)… ele adorava seu gosto musical eclético, a letra forte numa batida desenfreada… a ideia da letra era o que importava, o sentimento que lhe trazia… e para dizer para o meu outro eu, o meu eu fantasma, aquele que não consegue me encarar, diga o que quiser dizer, vai ser somente com coragem que irá passar por cima disso tudo, lembrando que um dia irá morrer, então é melhor que não carregue esse sentimento por muito tempo, é a coragem para mudar e fazer… passou… próximo!…

Autor: pericles

Uma pessoa apaixonada por artes em todos seus âmbitos, um artista, um professor, um escritor entusiasta desenhando com letras! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: