Praia do Cotovelo…

foram 5 meses (opa escritor de verdade não escreve números com números, escreve por extenso… Hahahahahahaha)… seguindo, 5 meses até chegar de Belo Horizonte à Pipa no Rio Grande do Norte… e ele enlouqueceu… foi nesse estado que conheceu as praias mais lindas que já havia visto até então, lembrando que ele havia morado no Hawaii por 6 meses e em Paraty, por 2 vezes, dando um total de 1 ano e 5 meses… Pipa está linda demais! E o Rio Grande do Norte no geral é enlouquecedor… ele havia saído de Beagá atrás de um sonho, encontrar um pedacinho de chão para chamar de seu… lar… e não encontrou até chegar por ali… ficou parado por 2 meses em Pipa até chegar aquele momento em que a pele inteira coça, o sangue esquenta e a cabeça joga ele para fora da cama para a estrada… antes de sair, havia conhecido algumas outras cidades e praias incríveis desse estado que ele apelidou de “a Pérola do Brasil…”

Foi para Brasília, a cidade é incrível, mas está tão longe do litoral, que ele voltou para a estrada, e naquele momento completamente perdido ainda pensando, onde estará meu lar?!… e passou por Alto do Paraíso e São Jorge na Chapada dos Veadeiros, e ao entrar na Chapada Diamantina, tomou um susto, pois não imaginava que o oceano pudesse ter um competidor em termos de beleza, que eram aquelas montanhas, aqueles cânions cheios de cachoeiras e arco-íris… e atravessou loucamente até chegar no Rio Grande do Norte de novo… havia conhecido Touros, a cidade da ponta do país, nome em plural de seu signo, que é tão linda, mas tão linda, com praias impressionantes demais!… porém, parou em Pipa e depois subiu para Tabatinga, até chegar nesse lugar lindo, paradisíaco e encantador, conhecido como Cotovelo… ou melhor, a praia de Cotovelo!…

Sentiu segurança para trabalhar, realizar alguns hobbies, sair e passear, conhecer e explorar, engolir a natureza e engolir o mar, todos os dias pela manhã, todos os dias pela tarde, todos os dias à noite… e sentiu que tinha achado seu lugar… não fosse o estranho lance da apropriação indevida, e de lotes e casas que são de usucapião (seja lá o que isso realmente significa) e não teve coragem de se arriscar para se fixar ali… então ele decidiu que iria passar apenas o próximo verão, aproveitar ao máximo aquele lugar que dentro de todos os que conheceu, após rodar 7 meses por estradas brasileiras, a maioria delas pelo litoral, um lugar que ele quase chamou de “lar!”

Leia e Sinta! ❤

Autor: pericles

Uma pessoa apaixonada por artes em todos seus âmbitos, um artista, um professor, um escritor entusiasta desenhando com letras! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: