“Drogas!?”

é algo que realmente não importa… dizem que quando estamos bêbados falamos mais do que deveríamos, talvez, mais verdades… dizem que quando se toma um chá de cogumelo, ou mesmo quando se alimenta de alguns tipos específicos as pessoas se conectam com o “tudo” e sentem mais… com a ayahuasca é igual, uma conexão enorme com a natureza, de sentir os elementos, os cheiros e as folhas e as raízes e estar participando de uma comunidade maior do que nosso entendimento sóbrio é capaz de nos dar… dizem que nós fabricamos as tais “drogas” dentro da cabeça, sem precisar usar nada… isso é uma afirmação científica e espantem, médica! sem usar nada, podemos ficar chapados, ou seja, conectados com algo a mais, com sentidos maiores, com vivências reais, que nos desligam do… tal… sistema… entende-se por sistema, essa coisa de pagar, de comprar pra ter status, de querer agradar ao outro mais que a si mesmo, de se desconectar da natureza… ele não curtia assim as bebidas alcoólicas, e as tais “drogas” sintéticas, as ditas “normais” da sociedade, sabe, paracetamol, diazepam, depakote, vendidas em farmácias com a desculpa que ajudam você a viver melhor dentro do sistema, a ter mais foco no trabalho e no estudo… com tantos efeitos colaterais que era melhor nem ter começado a tomar, por que para piorar, elas viciam… e te tornam totalmente desconectado de si mesmo e óbvio, da própria natureza envolta… e a Santa Planta, sim, uma planta, está ai há tanto tempo quanto qualquer outra planta, árvores, flores, raízes, comestíveis ou alucinógenas, plantas da natureza, essa que as pessoas do sistema concretam por cima e acham que isso é o “normal”… tá com dor de cabeça meu filho, toma um dorflex que passa… tá com dor no estômago amiga, toma um omeprazol que passa… e a senhora de quase 100 anos vivendo nos cafundós de um brejo qualquer com uma força descomunal que ninguém entende, e o tal sistema coloca a manchete nas mídias falando que a longevidade dela é incrível e adivinhem… ela fuma maconha, conhecida como liamba, e ela toma chá de boldo e alecrim, e cultiva seus próprios frutos, de maçã à laranja, e come hortaliças verdes e cheirosas nos fundos no quintal de casa… tomem essa!

Autor: pericles

Uma pessoa apaixonada por artes em todos seus âmbitos, um artista, um professor, um escritor entusiasta desenhando com letras! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: