Todos os dias…

Como? Ficou pensando e pensando sobre aquele assunto e deu muitas risadas na sessão de terapia tentando confirmar para si mesmo que não estava ficando louco…

subiu as escadas correndo e ao chegar ao andar de cima olhou para todas as direções e continuou correndo… e para cima… e rápido… e subindo… desviava de algumas coisas que não tinham definição ou formato…

sentia uma vazio imenso dentro da cabeça, portanto… por que estava tudo uma grande bagunça… sim, não, quer dizer, não era uma pergunta, é um sentimento… sabe daqueles que te deixam perdido, porém, existe alegria…

encontrou pessoas que questionavam o caminho, não o seu, senão aquele que fala sobre um tal sentido, ou dar sentido pra vida… pro viver… dia a dia… nesse calendário bizarro e cego…

aquela cachorrinha estava velhinha e arranhava o soalho da casa incansavelmente… os galhos da sua árvore estão balançando sendo alisados pelo vento… e um pequeno chafariz jorrava arco-íris sem parar… a cachorrinha latiu…

alguém respondeu lá do outro lado da linha… que as linhas imaginárias separavam os seres humanos, que separavam-se por dentro seus sentimentos… hora de acordar, o alarme o lembrou…

sem chances, pulou da cama gargalhando e foi viver mais um dia sem entender lhufas do que estava acontecendo…

Autor: pericles

Uma pessoa apaixonada por artes em todos seus âmbitos, um artista, um professor, um escritor entusiasta desenhando com letras! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s